sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Me devolvam a Violência

Gostar de algo, basicamente é atribuir a essa coisa, um valor maior do que ela "realmente" tem. Eu gosto de café, de quadrinhos, de rapadura de amendoim e jogos de fliperama. Gosto mais dessas coisas que a maioria das pessoas. Vou ficar puto se alguém rasgar um gibi, desperdiçar uma rapadurinha ou desdenhar uma máquina de fliperama, por que essas coisas são importantes pra mim.

Eu gosto de muitas outras coisas, como Tartarugas Ninja, formigas, a salada de batatas da minha mãe e filmes com o Samuel L. Jackson. mas isso não importa.

O caso é que esse valor ilusório, as vezes nos põe em situações idiotas. Como entrar em uma discussão sobre rapadura de amendoim ser ou não melhor que a de leite; ter uma história do seu herói favorito sendo escrita pelo Liefeld, ou ver a guria que tu gosta, por aí com outro cara. Esse tipo de coisa que nos deixa fodidos.

Aconteceu hoje. Vi estragarem uma das coisas que há de mais sagrada na minha vida. A violência.

Entendam, não sou exatamente o que se chamaria de "um cara violento". Faz anos desde que entrei em uma briga; Não sou um "valentão", nem nada assim. Mas sou uma pessoa muito frustrada, e pensar em violência, e consumir violência (quadrinhos/cinema/jogos) me acalma. Ver alguém ser punido, e sofrer dor me faz me sentir muito bem. É uma válvula de escape que me não explodir no mundo real, e enfiar uma caneta bic na garganta de algum cara chato.

É isso. A violência ocupa um lugar importante na minha vida. É como uma eterna namorada. Então eu vi esse vídeo, e senti que tinha passado a mão na bunda dela.



Eu preciso dizer alguma coisa ? Que merda niilista é essa ? Uma festinha de hipsters afetados querendo com todas as forças se sentirem personagens do Clube da Luta ?

Se eles realmente quisessem sentir a adrenalina de uma porradaria, deviam ter ido testar a paciência de um operário assalariado, que tem que trabalhar todos os dias e aturar esse tipo de lixo pseudo-intelectual vomitando suas filosofias de punheteiros, por que podem passar o dia todo com as bundas magrelas sentadas em algum café, lendo um livro de algum autor não menos desocupado e alienado.

Não importa. Só fiquei com essa sensação de que nada é sagrado. Que podem roubar até o minha paixão pela raiva.

O mundo entrou numa escalada, em que conceitos de personalidades são devorados pela mídia e por grupos de adultos infantis, Devorados até o osso.

Bukowski era um cara muito interessante. Agora TODOS querem ser um velho bêbado e ranzinza. Clarice Lispector foi uma mulher interessante. Agora TODOS querem ser uma piranha cheia de filosofia. Tyler Durden era um personagem muito interessante. Agora TODOS querem ser terroristas urbanos e destruir a sociedade.

Vocês não podem SÓ serem vocês mesmos ? Não podem admirar alguém sem querer se tornar EXATEMENTE igual ? Não existe mas nenhuma maldita gota de bom senso, jogaram tudo pelo ralo.

(sim, tô mais uma vez movido pela minha falta de sono.)

5 comentários:

viscoso disse...

fico imaginando o banned chegando ai e dando porrada em todo mundo

Zim Clonado disse...

te falei q hipsters são desprezíveis!

traveco sim q sabe brigar.

www.guccihandbagsoutlet.org disse...

lin most representative coach bags romantic landmarks, holding the Eiffel Tower in Paris are top Dior cane case grain coach bags, half took New Coach Wallets longings, half took the om anxiously distance. Now fortunately helicopters COACH SHOES to deliver timely only survived, film last Cotillard wearing a long dress skirt appear in his boyfriend's room entrance. The Coach Flats entire film, Dior coach are always accompany in Coach Heels Cotillard around, like a charms, help her huaxianweiyi.This series are Coach High Heels Rouge, the second stop in New York to unveil. Annie Leibovitz by plane Coach Sandals advertising photography, film clip also special present a Franz Ferdinand for Cotillard by which songs. In that first Cotillard called "The Eye of Mars" sings, "if I don't sing, my heart will be none that knows." Marion Cotillard Coach Sneakers plays a film with dual identity women, night incarnated into America laguna Broadway singers, use the most bright color and individual character light city sky, allow your desire diffuse in the boundless night Rouge is her silent, are the coach outlet online declaration. The paragraph in the film, Dior coach bags are the symbol, lozenge

Anônimo disse...

Você gosta de violência? Já tentou terapia??

Ad disse...

Ele acabou de dizer que não é um cara violento! E o Banned tem razão! Parece que todo mundo é dublê de alguma coisa hoje em
dia!