quinta-feira, 19 de novembro de 2009

1985

Faz um bom tempo eu disse que iria comentar sobre a mini-série Marvel 1985, do Mark Millar. Pois bem, é chegada a hora.


A história nos apresenta um pivete chamado Toby Goodman, um jovem nerd, colecionador de gibis da Marvel (coitado), Toby vive com a mãe e o padrasto e tem um pai fudido na vida que também lê quadrinhos (cara, isso é igual a uns dez mil filmes que eu vi na Sessão da Tarde!). Mas claro, a história não é sobre um cara comum fazendo coisas comuns, quando nerdzinho e seu pai estão dando uma volta pela vizinhança, Toby avista uma cara muito conhecida na janela de uma casa abandonada: o Caveira Vermelha!


Mas como ? A porra do universo Marvel não é apenas parte dos gibis e filmes ? Como o jovem marvete pode ter avistado o Caveira Vermelha ? Dã. Sabemos que esse é  o ponto, e que se trata de viagem entre realidades alternativas.

Millar disse que Old Logan teria ligação com essa mini-série e com umas edições do Quarteto,  aparentemente, não tem nada a ver uma coisa com a outra, afinal, as três histórias se passam em três universos diferentes... MAS é claro que não é nada difícil contornar uma situação desse tipo, afinal Reed Richards deve ter no mínimo umas vinte máquinas para saltar entre as realidades.

1985 certamente funciona melhor com os marvetes, que vão encher os olhos com todos aqueles heróis e vilões da marvel em seus uniformes antigos, fazendo-os lembrar da época onde as coisas eram mais simples e não existia uma saga re-estruturadora de universo a cada mês. A arte de Tommy Lee Edwards corrobora muito para recriar o climão oitentista da bagaça.

Infelizmente, Millar fez mais uma daquelas suas histórias "1+1", onde ele parte de um plot quase criativo e simplismente vai estruturando a história da forma mais previsível possível; como eu já disse antes, o viado parece que tá economizando neurônios! Old Logan funcionou ainda melhor que 1985, porque era visualmente mais bonita e tinha um clima "blockbuster bem-pensado" muito bacana.

Não me entendam mal, é uma boa história até, mas, pro nível do Millar, é muito fraca. Espero que essa "má fase" dele passe logo, por que as histórias dele tão cada vez menos surpreendentes.



PS: Acho que tudo isso é preguiça, depois de ter sido ovacionado por Supremos e Kick-Ass, ele só quer saber mesmo é de vender roteiro pra cinema (e quem sabe fazer o tão sonhado filme do Superman)

2 comentários:

Rafael Luerce disse...

Sem contar que o Título é tri-apelativo.
O cara mais velho pensa que tem algo a ver com 1984 e quando vê é essa merda.
Millar bichona.

BANNED disse...

o que remete é só pq os vilões e os heróis que invadem o "nosso" mundo são os da Marvel da década de 80 e não os de hoje em dia... mas, é algo que não faz lá graaaaaande diferença na trama.