quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Lluvia de Peces e outras chuvas insólitas

Uma vez me contaram que choveu peixe em Herval (um pequeno, bem pequeno, ajuntamento de terra, que dizem ser uma cidade)...os peixes caíram do céu, e alguns poucos, que davam sorte de parar na água, conseguiram fugir nadando...os outros, acabaram parando numa frigideira. A história me foi contada por terceiros, por que a testemunha do fato se recusava a tocar no assunto...Pois bem, numa dessas minhas madrugadas insônes, lembrei deste "causo" e da pouca fé depositada nele. Resolvi então fazer uma pesquisa e descobri...

O FANTÁSTICO MUNDO DOS ANIMAIS QUE DESAFIAM A GRAVIDADE !!


Qual foi minha surpresa ao saber que esse fenômeno vem sendo documentado desde a época do Antigo Egito !! E os peixes estão entre os animais mais comuns nestas "chuvas", assim como os anfíbios e as aves; e em todos esses registros, os animais aparecem de duas forma, vivos e praticamente intactos, ou dentro de grandes blocos de gelo (sugerindo uma altura realmente elevada, onde a pressão do ar poderia trazer tais efeitos).

O papiro de Tulli narra, entre outros fenômenos incomuns, a ocorrência de uma chuva de pássaros e peixes no Antigo Egito; é interessante ainda lembrar que uma das Dez Pragas do Egito falava justamente no surgimento de rãs. Ainda antes do início da Era Cristã, o grego Ateneu também escreveu sobre uma chuva de sapos, ocorrida na região do Peloponeso (península no sul da Grécia), tal chuva teria durado aproximadamente três dias, e (se pudesse ser comprovada) seria considerada a mais duradoura das "chuvas animais".

Algumas outras ocorrências de chuvas insólitas, estas sendo bem mais recentes ; no ano de 1578 na cidade de Bergen (na Noruega) caíram ratos do céu; em Acle na Inglaterra, os cidadãos foram impedidos de saírem de suas casas quando uma centena de sapos derramou-se pelas ruas; ainda na Inglaterra, em Essex, peixes caíram sob o local (os nimais acabaram sendo comercializados posteriormente); já na Singapura, em 1861, após três dias de chuva abundante, milhares de peixes foram encontados nos charcos, e em lugares que não haviam sido alagados também; na Austrália foram os caranguejos que caíram do céu. Um outro relato famoso é o do americano (realmente não lembro o nome, faz muito tempo que li a matéria sobre o assunto), que teve sua viajem para Tihuana (México) interrompida quando um peixe, dentro de um enorme bloco de gelo, caiu sobre seu carro. Mais insólito que todos estes, está a "Lluvia de Peces" (na tradução "chuva de peixes"), que ocorre entre maio e julho,em Honduras; testemunhas afirmam que tudo começa com a formação de uma nuvem negra, seguida de trovões e uma chuva forte, no fim desta, vários peixes são encontrados, vivos, no chão.


O físico francês André-Marie Ampère (1775-1836). após estudar alguns relatos, supôs que os responsáveis pelos eventos, seriam ventos fortes, que colheiam os ratos e sapos nos campos, e os carregavam por alguns quilômetros. Nas últimas décadas, a teoria de Ampère tem sido refinada; hoje, as "trombas d'água" são apontadas como possíveis causadoras do problema.Uma tromba d'água ocorre como um tornado, mas sobre uma massa de água volumosa, os ventos acabam por formar uma vórtice, que suga tudo que for leve o suficiente para ser arrastado, direto para o seu centro, onde os objetos em questão ficam alojados.Quando a tromba se desfaz, tudo que estava sendo levado, acaba sendo despejado maciçamente num único local.


Outras Chuvas : Não fosse suficiente todas as criaturas vivas que podem cair sobre nossas cabeças, ainda é possível que coisas mais estranhas possam vir do céu; na Bíblia, Josué venceu uma batalha sem nem lutar, quando uma chuva de pedras massacrou seus inimigos. No Tennessee (USA), em 1841, houve uma chuva de carne e sangue em uma plantação de tabaco, segues-se um treicho da carta que o médico local enviou para um professor de química da Universidade de Nashville.

"As partículas que envio, colhi com minhas próprias mãos. O trecho da superfície na qual caíram e a maneira regular com que se dispunham sobre algumas folhas de tabaco quase não deixam dúvidas de terem caído em forma de chuva...Estou enviando o que acho ser uma gota de sangue, sendo que as demais partículas estão compostas de músculo e gordura"

Em 30 de agosto de 1968, no interior de São paulo, houve um incidente idêntico. Em agosto de 1994, a cidade de Oakland (USA) foi coberta por uma substãncia vinda dos céus, era transparente e se parecia com cola. Em um dois dias toda a população adoeceu vítima de uma forte febre; animais domésticos acabaram morrendo. Numa análise feita da "gelatina", revelou que sua composição: dois tipos de bactérias e glóbulos brancos humanos. As substâncias agiam afetando o estõmago das pessoas, por isso, adoentando-as; a procedência da substância ainda continua um mistério, mas as teorias (na maioria paranóicas), continuam a aparecerem.

De tudo isso que foi dito, lembre-se apenas de uma coisa;

"Quando sair sempre leve um guarda-chuvas"






3 comentários:

Aluada disse...

O.O

Eu já tinha ouvido falar dessas chuvas, mas nem sabia q tinha acontecido aqui no Brasil...
Vc tem as fontes q vc usou pra achar essas informações?
Tô com vontade de ler mais!
Tava pensando tb que hj em dia é muito mais fácil ter uma chuva ácida que uma chuva de bichinhos... e quanto aos pedaços de gente e sangue, me faz pensar nas supostas abduções O.O rsrsrsrs

Bjooo, Ban!

Zim Devon Lee disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zim Devon Lee disse...

Pior que eu já conhecia tudo isso... Aliás deve ter sido daí que surgiu a expressão "It's raining cats and dogs"... equivalente a "Está chovendo canivetes"